Pabllo Vittar mostra autenticidade no novo álbum “Não Para Não”

Nesta quinta-feira (04) Pabllo Vittar impacta novamente a indústria musical lançando seu novo álbum intitulado “Não Para Não”. São 10 faixas que mostram o motivo dela ter estourado: sua autenticidade, com a capacidade de misturar ritmos tipicamente nacionais com tendências internacionais de uma maneira que só ela faz.

Seu sucesso com o primeiro disco, “Vai Passar Mal”, surpreendeu até os mais otimistas. Ela quebrou as barreiras do preconceito e invadiu as rádios, playlists e programas de TV de todo o Brasil. Esse impacto continua, com novas músicas que já chegam com o objetivo de “não parar”, não, como já diz o título do álbum.

“O disco foi pensado como uma noite comigo: tem música pra se acabar de dançar, música pra chorar pelo boy lixo, enfim, tá incrível”, promete a cantora. A produção é da Brabo Music Team (BMT), mesma equipe envolvida no seu álbum anterior, fazendo que sua sonoridade fique condizente com o que ela já vinha fazendo. “Nas suas dez faixas, o ouvinte/dançarino faz um caleidoscópico passeio pelo que há de mais internacional na música brasileira – e de mais brasileiro na música internacional – em híbridos fantásticos nascidos no laboratório BMT”, explica a Sony Music em comunicado.

O álbum é bem diverso e já começa com “Buzina”, uma música descrita como “o que seria o k-pop se fosse feito no Brasil”, afirmou o produtor Rodrigo Gorky. Em “Seu Crime” ela mistura afrobeat e forró, num beat presentado por Diplo, assumindo um timbre mais grave. “Eu acho que passou da hora de assumir sua culpa, seu crime foi me amar”, canta ela.

Os fãs continuam descobrindo novos lados, como em “Ouro”, onde ela apresenta uma vibe festeira e positiva e forte influencia do reggae. Ritmos brasileiros são pontos fortes, abusando do forró do brega.

Fonte: PopLine.

COMPARTILHAR